Pular para o conteúdo

Estenose de canal lombar

Estenose do Canal Lombar

A estenose de canal lombar é uma alteração que acomete principalmente pacientes mais velhos. Mas antes de falarmos de sintomas e do tratamento, precisamos definir o que é e porque ela ocorre. 

Estenose é um termo que quer dizer estreitamento.  Assim a doença estenose do canal lombar, nada mais é do que o estreitamento do canal por onde passam os nervos da coluna lombar. 

Abaixo estão imagens de canais normais  e outros estenosados (apertados).

Mas porque ela acontece principalmente em paciente apos os 50 anos ?

Isso se deve pois o processo de estreitamento pode levar muitos anos, O desgaste natural da coluna vai ocasionar um aumento da espessura dos ligamentos e artrose das articulações, reduzindo assim o espaço para as estruturas neurais. Essa estenose forma um estrangulamento nos nervos, como se fosse uma ampulheta, e esses nervos podem causar dor tanto na coluna quanto nos membros inferiores. 

Os Sintomas da Estenose lombar sao:

  • dor lombar que pode irradiar para os glúteos 
  • dor que irradia para ambas as pernas (membros inferiores) 
  • sensação de peso e cansaço nas pernas (membros inferiores) 
  • dificuldade para andar com desconforto nos membros inferiores que tende a melhorar quando o paciente se senta 

Os sintomas do estreitamento da coluna lombar vão variar com o grau de acometimento da estenose e quais as estruturas estão sendo comprimidas.  Em alguns casos podemos ter sintomas semelhantes aos da hernia de disco.  Entretanto, os mais clássicos são os sintomas descritos acima.  Dentre esses o que chama muito a atenção é a claudicação neurogênica.

A claudicação neurogênica é relatada como uma dor lombar baixa que piora ao caminhar.  Ha normalmente irradiação para glúteos, membros inferiores com sensação de peso nas pernas.  esses sintomas tendem a melhorar quando o(a) paciente param e se sentam. 

O estreitamento da coluna tende a melhorar com o tronco inclinado para frente, assim muitos pacientes têm melhora ao apoiar no carrinho do supermercado. 

Diagnóstico de estenose do canal lombar

O diagnóstico da estenose é clínico, ou seja, é muito importante passar por uma consulta com um especialista de coluna, em que você vai poder relatar as suas queixas e o médico fará um exame físico para descartar outras patologias.  

Os exames de imagem podem e devem ser solicitados para ajudar na confirmação do diagnóstico e avaliar o grau de comprometimento. 

Raio x(Rx) –  O rx é um exame simples e mais fácil de ser realizado, pode trazer informações importantes, como o deslizamento de uma vertebra sobre a outra e sinais de instabilidade na coluna 

O exame que traz mais informações é a ressonância

Ressonância Magnética (RM) – com esse exame podemos ver onde está a estenose, o grau de compressão e o que está causando essa compressão. 

Abaixo estão exames de imagem com exemplos de compressão 

TRATAMENTO

O tratamento da estenose varia desde o mais conservador possível até a cirurgia, tudo depende da gravidade dos sintomas e do que já foi feito como tentativa de aliviar os sintomas. 

  • Observação – Pacientes sem sintomas ou que tiveram melhora dos sintomas com medidas conservadoras podem ser observados e devem manter atividades de fortalecimento como Pilates, hidroginástica ou musculação.
  • Tratamento farmacológico – Os remédios mais frequentemente prescritos são: Analgésicos, anti-inflamatórios, corticosteroides e opioides. Vale ressaltar que os anti-inflamatórios não devem ser usados de forma indiscriminada devido ao risco de lesão no estômago ou rim. 
  • Fisioterapia: O tratamento fisioterapia ajuda muitos pacientes no controle da dor e melhora a qualidade de vida. 
  • Infiltração na coluna – o objetivo da infiltração é tentar diminuir a dor do paciente para que esse possa realizar uma reabilitação mais eficaz. Haja vista que a dor normalmente e um fator limitante importante. 
  • Cirurgia – quando todas as medidas conservadoras falharam é hora de conversar com seu médico sobre um procedimento cirúrgico. Existem várias opções e qual a melhor para você é algo que deve ser decidido com muito cuidado e após uma longa conversa com o seu especialista de coluna. Abaixo vou explicar um pouco sobre alguns procedimentos. 

Tipos de cirurgias :

Quando os sintomas não melhoram com o tratamento conservador está na hora de pensar em cirurgia. O que costuma atrapalhar muito os pacientes é a perda progressiva da capacidade de caminhar distâncias maiores. Na verdade, o paciente consegue percorrer uma distância cada vez menor. Isso atrapalha a qualidade de vida e limita muito.  

O objetivo de qualquer cirurgia para estenose lombar é a descompressão do canal vertebral. Liberar a medula e os nervos que estão muito comprimidos.  Se houver sinal de instabilidade pode ser necessário a artrodese das vértebras acometidas

Nos casos em que não há instabilidade, pode ser realizada somente a descompressão. Essas costumam se cirurgias menores e menos agressivas. 

Essa descompressão pode ser realizada por 

  • Descompressão com microscópio ou Lupa 
  • Uso de tubos 
  • Uso de endoscópio 
Endoscopia

Quando há uma instabilidade, por exemplo quando existe um deslizamento   (espondilolistese), ou quando o cirurgião acredita que após a cirurgia vai ocorrer uma instabilidade, nesses casos é indicado realizar uma artrodese. 

A artrodese nada mais é do que a fusão das vértebras operadas.  Se o problema é entre l4 e l5. O objetivo é realizar a artrodese L4L5. Para conseguir essa fusão utilizamos implantes. Os mais utilizados são: 

Parafusos pediculares: São parafusos feito principalmente de titânio e ficam dentro da vertebra.  eles vão ajudar a estabilizar as vértebras. O mais comum é colocar 2 parafusos em cada vértebra operada. Então se os níveis operados forem L4 e L5 – serão 2 parafusos em L4 e L5, 4 parafusos no total.  2 no lado esquerdo e 2 no lado direito. Os parafusos de cada lado sao conectados por hastes também de titânio. 

Outro implante muito utilizado é os Cage ou espaçador. 

Esses Cages vão ficar no lugar onde estava o a o disco intervertebral que foi removido.  Esse implante normalmente é preenchido com enxerto ósseo e tem a função de aumentar o espaço entre os corpos vertebrais, estabilizar a fixação e aumentar a chance de fusão entre as vértebras operadas

Conclusão :

A estenose do canal lomba é uma patologia que acomete muita gente.  Se você sofre com esse problema, procure ajuda. Há muito que pode ser feito.

 Se ficou alguma dúvida deixe nos comentários. 

4 comentários em “Estenose de canal lombar”

  1. Excelente explicação sobre o tema. Sentí o dedão do pé esquerdo dormente e consultei ortopedista que pediu uma ressonância magnética e ele diagnosticou Estenose Lombar, receitou um remédio de nome Limiar 60 caps, 10 sessões de fisioterapia, já tá no final do tratamento e meu dedão continua dormente!!! Ainda bem que não sinto nenhuma dor de coluna! Só mesmo o dedão dormente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *